A MINHA POESIA - A MINHA VIDA

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

POEMA O GRANDE PONTO

Foto de Daniel Cordeiro Costa.
Foto de Daniel Cordeiro Costa.

O GRANDE PONTO

O grande ponto
Rocha de Oliveira
De bigode em contraponto
Entrava se sorriso, à maneira
Zincogravuras o argumento
Da sua encomenda sorrateira
O grande ponto
Dormia ali a sesta à maneira
Não acordava tonto,
Mas de forma fagueira
Solta sempre questão de pronto
Quem sabe tudo, ó figueira?
O grande ponto
Sempre na dianteira
Há apenas um advento
Sabemos nós todos, aqui na baleeira
Neste mundo, neste aposento
A meta verdadeira
O grande ponto

Daniel Costa

9 comentários:

✿ chica disse...

Sempre e cada vez mais inspirado,Daniel! Gostei! abraços, chica

silvia de angelis disse...

E' sempre un gran piacere leggere i tuoi versi
Buon fine settimana, silvia

Graça Pires disse...

Rocha de Oliveira deve ter gostado do seu poema, Daniel.
Uma boa semana.
Um beijo.

Rosemildo Sales Furtado disse...

Belo e profundo poema Daniel. Parabéns!

Abraços,

Furtado

Maria Rodrigues disse...

Lindo e inspirado poema.
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Jaime Portela disse...

Grande ponto... poético.
Gostei imenso, magnífico poema.
Continuação de boa semana, caro Daniel.
Abraço.

Genilda Maria da Silva disse...

Amigo!
Hoje é o dia do poeta. Vim parabenizar você que escreves com a alma e o coração lindas poesias!
Parabéns pelo seu dia!
Tem mimo lá no meu cantinho pra você, abraços
Da amiga Genilda.

Maria Rodrigues disse...

Meu amigo passei para desejar uma excelente semana.
beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Diversos Estilos Poéticos disse...

Olá amigo Daniel,

Versos de rara beleza, linda inspiração!
Que tenhas uma tarde maravilhosa e abençoada.
Abraõ!